Image Map

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Como usar blazer vermelho


   Você acha lindo quando vê as pessoas usando um blazer vermelho, mas não sabe como adaptá-lo ao seu dia a dia sem parecer que você é uma executiva indo ao trabalho?

    Então continua por aqui que eu te ajudo!

 ROSA + BLAZER VERMELHO:

Blazer: Marisa/Blusa: Hering/Calça: Hering/Scarpin: Arezzo

   Alguns posts antes desse, mostrei pra vocês como funciona o círculo de cores. Nele, existem as cores análogas, que nada mais são que cores "vizinhas" nesse círculo e que funcionam muito bem juntas. É o caso do rosa e do vermelho.

 VERMELHO + VERMELHO:

Blazer: Marisa/ Calça: Marisa/ T-shirt: Riachuelo/ Scarpin: Arezzo

     Essa é uma combinação um pouco mais ousada, mas está super em alta! Aliás, podem apostar nos conjuntinhos em geral, não só nessa cor!

Colares: 25 de março

ANIMAL PRINT + BLAZER VERMELHO:

Blazer: Marisa/ Blusa de onça: Renner/ Calça: Renner/ Sandálias: Vizzano/ Brincos: Renner

    O animal print é considerado um "básico" no guarda-roupas, portanto, combina com quase tudo. Essa combinação deixa o visual moderno e nada sem graça!

POÁ + BLAZER VERMELHO:

Blazer: Marisa/ Vestido: C&A/ Cinto: Marisa/ Slingback: Vizzano

      Aqui optei pelo poá (estampa de bolinhas), mas poderia ser qualquer estampa em preto e branco, como listras ou zebra. Mais uma vez trata-se de uma cartela de cores que funciona super bem.

JEANS + T-SHIRT + BLAZER VERMELHO


Blazer: Marisa/ Saia: Renner/T-shirt: Forever 21/ Cinto: Renner/ Tênis: Bottero

    Nessa 1º opção, temos um look bem despojado e confortável, usando tênis. O Blazer quebra a informalidade do visual, trazendo um ar mais chiquetoso.

Blazer: Marisa/T-shirt: Renner/Calça: Renner/ Cinto: Renner/Sandália: Via Uno

   Já nessa opção, a modernidade da MOM Jeans, combinada com a t-shirt e a sandália com detalhe em vinil, fica balanceada com o uso de uma peça mais clássica: o blazer.

      Aliás, esse item do vestuário tem feito parte do meu dia a dia e as opções acima só mostram como essa peça é versátil e pode ser usada muito além do look escritório. 

        Qual foi seu look favorito?


segunda-feira, 20 de maio de 2019

Resenha: Vitamina C da Payot


     A resenha de hoje é de um produto que está sendo muito comentado por aí: o Complexo de Vitamina C da Payot.

    As informações na embalagem fazem a gente querer sair correndo para comprar: trata-se de um sérum oil free que promete clareamento, antioxidação, firmeza, hidratação, luminosidade, colágeno e menos rugas. Tudo que a gente quer, não é mesmo?


       Mas aí é que começa o problema. Comparando as promessas ao preço, confesso que já fiquei um pouco desconfiada (custa em torno de R$79). A Vitamina C da Adcos, por exemplo, com concentração de 20%, sai por volta de R$200 (Aqui vou fazer um adendo: para que a vitamina C seja eficaz na pele, é preciso que ela seja estabilizada, o que não é um tarefa tão simples. Se ela não for estabilizada, ela oxida, e não faz efeito algum na pele). 

       No entanto, o que realmente decepcionou é que a marca vende o produto como sendo Vitamina C, porém, para que de fato seja Vitamina C é preciso conter Ácido Ascórbico na composição (ou ascorbic acid, em inglês). Ou seja, a "Vitamina C" da Payot, na verdade, é apenas um derivado de vitamina C, e não a vitamina pura (tanto é que no rótulo não encontramos sequer a concentração do produto).



    Apesar disso, o derivado da vitamina C não necessariamente é ruim, só não vai oferecer os resultados que a vitamina C pura ofereceria, mas pode ser uma boa alternativa para os que têm alergia ao ácido ascórbico, por exemplo.

     Excluindo-se esse "detalhe", o fator hidratação do produto cumpre bem o que promete.

        Vamos à aplicação:


Pele limpa

 Quantidade que eu costumo aplicar


Textura do produto

     A textura é de um gel (um pouco pegajoso), com coloração alaranjada e cheiro típico dos produtos da Payot (algum tempo depois da aplicação, o cheiro some e não incomoda).


Produto aplicado na pele

     Observem que após a aplicação, a pele fica com aspecto oleoso e demora um pouco para absorver completamente o produto (minha pele é oleosa, se sua pele é seca, a absorção pode ser mais rápida).

      Como disse, usei por um algum tempo, apenas com a finalidade de hidratação, pois não espero nenhuma das outras promessas usando apenas esse produto. 

      O problema é que notei o aparecimento de umas micro bolinhas na pele, e para saber o que estava causando essa reação, passei a usar apenas esse sérum da Payot (na época tinha começado a usar outros produtos de pele, então parei e usei apenas um de cada vez, para conseguir identificar a origem do problema). Infelizmente, a reação piorou e suspendi o uso. 

      Acabei dando o sérum para minha mãe, que está usando sem problemas - como sempre digo, cada pele é uma pele, é o que não dá certo pra mim, pode dar pra você, e vice-versa.

      Alguém aí já usou? Comenta aqui para compartilhar sua experiência e ajudar quem está procurando opiniões sobre esse produto!

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Resenha: Iluminador da linha Natura Aquarela


   



  Que eu adoro uma pele iluminada não é segredo para ninguém (esse meu vício por iluminadores ainda me leva à falência! rs)

   Felizmente, dia desses eu recebi, entre outras coisas, o Pó Iluminador Glow da linha Aquarela de uma consultora da Natura.



     Vamos à descrição do produto pela marca:

Já que +é+, o Pó Iluminador Glow Aquarela traz mais luminosidade, mais bronzeado e mais verão o ano todo. Se aplicado em várias camadas, ele garante um efeito levemente bronzeado e com um brilho lindo.

Benefícios:
 Micropérolas douradas na fórmula.
 Ilumina a pele.
 Efeito radiante.
 Aspecto saudável.
 Para todos os tons de pele.

    Ele possui uma textura bem fininha e dá um glow natural, com fundo dourado à pele. 



  Devido ao aspecto marmorizado, ele confere sim um aspecto levemente bronzeado, o que considero um ponto negativo para quem é mais clarinha que eu, pois ao mesmo tempo que ele ilumina a pele onde foi aplicado, também acaba escurecendo, devido a esse efeito bronzer. 

   Como disse, para tonalidades de pele como a minha e mais escuras, não acho que haverá problema, pois é um bronze sutil, mas em peles mais claras pode haver um destaque maior.


    Costumo molhar um pouco o pincel para aplicar o produto, assim intensifico o iluminado, mas para o dia a dia, o produto sozinho é suficiente (na foto acima apliquei SEM umedecer o pincel).

    A embalagem é bonita e resistente e contém 5g de produto (vai durar bastante, acredite). O preço é R$49,90 no site da Natura, mas vez ou outra há promoções no catálogo e também online.


     Tenho usado bastante, até mesmo como pó finalizador (após a utilização do pó compacto que sela a maquiagem, utilizo um pó iluminador com pincel bem fofo e mão leve no rosto todo, para devolver o viço natural que o pó compacto normalmente retira).

        Ah, e se você quiser ver esse iluminador em ação, corre lá no meu instagram @anasendoflavia, que no destaque "make natura" vocês conseguem ver melhor o efeito que ele dá.

      E aí, qual seu iluminador favorito?


sexta-feira, 3 de maio de 2019

Como reaproveitar os looks do verão, no outono-inverno





 Quem mora no noroeste paulista está cansado de saber: por aqui não temos um inverno rigoroso.
        
       Pensando nisso, por que não aproveitar as peças do vestuário que usamos no verão, também nos dias mais frios?

       E para começar, sabe aquela saia jeans que é item indispensável no calor? Alterando os complementos, podemos montar um look completamente invernal:

Saia: Renner/ Blusa de abacaxis: Renner/ Rasteira: C&A/ Blusa de gola alta: Riachuelo/ Casaco: Hering/ Cinto animal print: Renner/ Bota: Vizzano

        Para isso, basta acrescentar uma meia calça quentinha, uma bota, blusa de gola alta e casaco. Em Araçatuba e região, eu te garanto, você não vai passar frio!

O toque final do look fica por conta do cinto com estampa animal print (nesse caso, de onça) e colar com medalha – ambos são tendência!

Colar: 25 de março

Mas, não ache que apenas a saia ou o shorts jeans é que podem ser reaproveitados nessa estação, as opções são ilimitadas:


VESTIDO LONGO:


Vestido: Hering/ Rasteira: Riachuelo/ Tricô: comprei no Bom Retiro, em SP (por R$20!!)/ Cinto: 25 de março/ Sapatilha: Spetaccolo

Você até poderia optar pela tradicional jaqueta jeans, mas para fugir do óbvio, escolhi um tricô de coloração harmônica com a estampa do vestido e um cinto para marcar a cintura, deixando o visual bem feminino. Nos pés, troquei a rasteirinha por uma sapatilha nude.

PANTACOURT:

Pantacourt: Hering/ Blusa Xadrez: Polo Wear/ Sandália: Via Uno/ Cinto: Marisa/ Tricô: também do Bom Retiro em SP/ Bota: Bottero/ Blazer vermelho: Marisa

Esse item do vestuário ainda não é consenso entre as mulheres, mas faça o teste: se você provar, nunca mais vai deixar de usar. 

A única dica é: caso queira dar uma impressão de ser mais alta e alongada, procure usar sapatos nudes em que o peito do pé fique livre (sem aquelas tirinhas amarradas no tornozelo – dependendo do caso, elas podem achatar sua silhueta).

Aqui, além de reaproveitar a pantacourt, também reaproveitei a camisa xadrez sem mangas: com um tricô preto por cima e fechando todos os botões da camisa, fiz uma sobreposição, deixando a gola aparente. Coloquei um cinto e uma bota e temos um look bem fashionista!



Outra combinação que não tem erro é o preto/branco + vermelho. Na última opção, apenas joguei um blazer alongado vermelho e troquei a sandália pela bota.

SAIA MIDI:

Saia: Renner/ T-shirt: Renner/ Rasteira: Riachuelo/ Tricô: Marisa/ Bota: Vizzano

Se existe uma peça versátil no guarda-roupas, eu diria que é a saia midi. Ela vai do escritório, ao passeio de domingo, passando pelo barzinho com os amigos, dependendo dos complementos que você escolher.

Com uma t-shirt e rasteirinha (1º foto), temos um look informal e confortável, perfeito para os dias mais quentes. Com um tricô e bota, você está pronta para enfrentar aquele ventinho gelado, sem perder a elegância.

MACACÃO:


Macacão: Riachuelo/ Cinto: 25 de março/ Casaco: Mundo Marcolina/ Bota: Vizzano

Sabe aquele macacão que vai do passeio à noite na praia, até um barzinho com os amigos no sábado à noite, na cidade?

Como nas opções anteriores, investi em um item invernal – nesse caso, a jaqueta preta – e troquei a rasteirinha por uma bota de cano médio. O cinto arrematou o visual, trazendo um ar de metrópole ao macacão praiano.



SHORTS DE ALFAIATARIA:

Camisa de onça: Riachuelo/ Shorts: Renner/ Camisa com manga sino: Hering/ Colete: Guardare/ Cinto: Marisa/ Bota: Bottero

Outro item clássico dos dias de verão, o short de alfaiataria, quando combinado com camisa branca com a manga estilo sino, colete de alfaiataria ajustado à cintura com um cinto mais pesado, e bota, muda completamente a proposta do look.



Com essas sugestões, vocês percebem como é possível  - e descomplicado - usar uma mesma peça de roupa de várias maneiras diferentes? Ao adquirir uma roupa nova, a ideia é que ela não fique engessada no seu armário, mas que sirva a diversas composições e ocasiões. Pense nisso!



Agora, se você quiser mais dicas de moda e beleza, estou sempre falando sobre isso lá no meu Instagram @anasendoflavia , passa lá pra conferir!

domingo, 21 de abril de 2019

Como usar calça colorida


    Sabe aquela calça colorida que está aí no seu guarda roupas e você só consegue usá-la combinada com uma blusinha preta, ou branca?

Calça: Lojas Renner/ Sandália: Vizzano

     Depois de ler esse post, você pode dar umas férias para as suas blusinhas básicas, confie em mim. 

1- Procure por blusas que "conversem" com a cor da calça 

   A escolhida de hoje foi uma calça em veludo, na cor berinjela. Para começar, o ideal é procurar uma blusa que possua uma estampa em que uma das cores seja similar à cor da calça:


Calça: Lojas Renner/ Camisa: C&A/ Sandália: Vizzano/ Brinco: Lojas Renner

2- Opte pelo animal print

  O animal print (estampas de onça, zebra, cobra) em geral, possui cores neutras que podem ser combinadas facilmente com peças coloridas.

Calça: Lojas Renner/ Blusa: Lojas Renner/ Scarpin bicolor: Vizzano/ Acessórios: 25 de março

3- Escolha cores análogas no círculo cromático

 Aqui faço um adendo: círculo cromático é uma paleta composta de 12 cores, que de uma forma ou de outra se harmonizam entre si. Entre essas formas de harmonização, existe a harmonia análoga, que são de cores que estão próximas nessa paleta, conforme a foto:


 Isso se aplica à composição que quero mostrar a vocês, calça bordô/berinjela + blusa rosa:


Calça: Lojas Renner/ Blusa: Hering/ Sandália: Vizzano/ Brinco: Lojas Renner

4- A quarta e última dica é pra quem não tem medo de ousar: combine cores complementares do círculo cromático

 Ou seja, aquelas cores que são opostas entre si, como é o caso do bordô e do amarelo.


  Aliás, essa composição de cores complementares é uma tendência forte agora do outono-inverno 2019. 

Calça: Lojas Renner/ Tricô: Hering/ Sapatilha: Vizzano/ Acessórios: 25 de março

   E como dito anteriormente, o animal print é um neutro na hora de escolher os looks, por isso na foto acima optei por um sapato nessa estampa.

    Espero que essas dicas tenham sido úteis para vocês!    

   Mas, me contem, qual a maior dificuldade que vocês têm na hora de se vestir?